Projeto Memorial da Feira é apresentado ao Instituto Histórico e Geográfico » História » Notícias » Infocultural

Projeto Memorial da Feira é apresentado ao Instituto Histórico e Geográfico

História - 09/12/2019
Projeto Memorial da Feira é apresentado ao Instituto Histórico e Geográfico Foto: Cau Preto

O Projeto Memorial da Feira, que tem como objetivo contribuir para a preservação dos mais diversos segmentos da memória histórica local, foi apresentado aos membros do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana, em reunião realizada no sábado, 8.

A inciativa da Prefeitura de Feira de Santana, executada pela Secretaria de Comunicação Social, vê o IHGFS como parceiros neste objetivo, disse o titular da Secom, Valdomiro Silva, que, com o jornalista Marcondes Araújo, que o coordena, explicaram o projeto.

Marcondes Araújo afirmou que o Memorial e o instituto têm objetivos afins. “Explicamos todo o processo, como chegamos a ele, a sua finalidade e o que já desenvolvemos e o que está em via disso”. Ele explicou que a meta é juntar os fragmentos da história local em uma única página,
O Memorial já tem nos seus arquivos 400 fotografias antigas e vem, com ajuda de colaboradores, contextualizando - as, identificando seus personagens. “A identificação e o contexto enriquecem o fato, dando-lhe o devido valor histórico”. 

Ele explicou como a página funciona – apresentou as suas secções de vídeos produzidos pela equipe da Secom e doados – estes são postados sem cortes, e pediu que todos colaborassem e destacou a colaboração da Fundação Senhor dos Passos.

Agradeceu a participação dos leitores que viveram à época de quando fotografias foram tiradas e colaboram com correções. “Algumas legendas não correspondem aos personagens. Nos informam do engano e fazemos a correção imediatamente”.

Valdomiro Silva afirmou que o projeto é aberto à participação e a colaboração de todos os feirenses. Enfatizou que o Projeto Memorial da Feira é uma política de governo, centrada na preservação de todos os aspectos da sociedade local.

“Estamos apresentando à sociedade uma ferramenta que se propõe a unificar, num mesmo espaço, o que for possível da nossa rica história cultural. É uma iniciativa que deve ser alimentada todos os dias. Por isso pedimos a participação de todos. Será perene”.

Radialista e jornalista, Gildarte Ramos disse que a iniciativa da Prefeitura é louvável sob todos os aspectos. “O projeto não apenas está catalogando as informações, mas colocando-as à disposição dos interessados em conhecê-la”.

O jornalista Francisco Otávio palestrou sobre desenhos rupestres. “Feira de Santana não tem tradição nesta área, mas a Bahia tem a maior quantidade destes desenhos em todo o país”. Argumenta que os desenhos são formas de comunicação.

SECOM/PMFS
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo