UniFTC leva ações odontológicas a pessoas com deficiência visual » Saúde » Notícias » Infocultural

UniFTC leva ações odontológicas a pessoas com deficiência visual

Saúde - 18/09/2019
UniFTC leva ações odontológicas a pessoas com deficiência visual UniFTC leva ações odontológicas a pessoas com deficiência visual

No início, era apenas uma ação voluntária de extensão. Mas a atividade desenvolvida pelo Colegiado de Odontologia do Centro Universitário UniFTC de Feira de Santana com estudantes com deficiência visual vinculados à Associação Jonathas Telles de Carvalho, no primeiro semestre deste ano, cresceu tanto que passou a ser estágio obrigatório do curso. Hoje, a atuação dos 26 alunos é formalizada por meio de um termo de convênio firmado entre a Rede FTC e a entidade.

A assinatura do convênio aconteceu na tarde de sexta-feira (13), durante reunião entre o professor Cristiano Lôbo, representando o Centro Universitário UniFTC, a coordenadora do curso de Odontologia, professora Aline Vilas Boas, e o presidente da Associação, professor José Raimundo Pereira de Azevêdo. O documento prevê que as atividades desenvolvidas pelos estudantes sejam supervisionadas por um professor do curso, responsável pela disciplina.

“O estágio consiste em um trabalho de promoção de saúde bucal”, explicou professora Aline Vilas Boas, destacando que além dos estudantes vinculados à Associação, a proposta é estender o atendimento às pessoas da comunidade do entorno da sede da entidade. “É uma experiência muito valorosa, pois permite aos estagiários o contato direto com a realidade profissional”, destacou a coordenadora, explicando ainda que a cada período estarão atuando grupos de seis alunos.

Para o presidente da Associação Jonathas Telles de Carvalho, José Raimundo Azevêdo, o convênio terá resultado positivo, já que todos os estudantes da entidade terão acesso aos serviços odontológicos oferecidos pela Rede FTC. “Nós temos a estrutura e agora contamos com os profissionais”, comemorou, lembrando que, ao todo a entidade atende cerca de 200 alunos e que todos devem estar matriculados em escolas regulares. Já o professor Cristiano Lôbo destacou o ato como forma de estreitar os laços com a comunidade, por meio de ações de caráter social.

Madalena de Jesus Assessora de Comunicação - FTC/FSA
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo