Rui Rezende lança no Cuca a obra Vaqueiros do Raso da Catarina » Eventos » Entretenimento » Infocultural

Rui Rezende lança no Cuca a obra Vaqueiros do Raso da Catarina

Eventos - 28/11/2018
Rui Rezende lança no Cuca a obra  Vaqueiros do Raso da Catarina Fotos: Rui Rezende

A Universidade Estadual de Feira de Santana convida a comunidade para o lançamento da obra ‘Vaqueiros do Raso da Catarina’, nesta quinta-feira (29), às 19h, no Museu de Arte Contemporânea, localizado no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). A solenidade vai contar com palestra do autor, o fotógrafo baiano Rui Rezende.

As 156 páginas que compõem o livro de Rui Rezende trazem a linguagem dos vaqueiros através de um registro etnográfico, conforme reportagem publicada pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). Ele conta que em 2014 foi fotografar a Fazenda Serra Branca, no Raso da Catarina, uma ecorregião do bioma da caatinga localizada no centro-leste da Bahia. Lá, entrando no mato, encontrou um grande acampamento de vaqueiros.

“Como estava vestindo minhas roupas camufladas, logo fui confundido com os fiscais dos órgãos ambientais, o que gerou desconforto. Para quebrar a desconfiança, fui ao carro e peguei meu livro 'Chapada Diamantina, Um Paraíso Desconhecido'. Abri na página com a foto dos vaqueiros da Gruta dos Brejões. Esse momento foi registrado pelo amigo e grande fotógrafo Sergio Cedras", conta Rui Rezende.

O autor do livro descreve que nesta fotografia vê-se um grande interesse dos vaqueiros pela foto "como se manifestassem discretamente uma vontade de ver, em um livro, fotos e histórias de suas vidas. Foi paixão à primeira vista! Senti-me um grande sortudo por estar ali, naquela hora e naquele local, diante de pessoas tão especiais que logo viriam a se tornar grandes amigos. Assim, desse encontro fortuito, nasceu 'Vaqueiros do Raso da Catarina'", narra Rui Rezende.

 

Acidente

 

Naquela viagem, Rezende conta ainda que esteve com os vaqueiros outras vezes, campeando entre tanques d’água, imburanas, xiquexiques e os paredões da Serra Branca. “Por três dias, fotografei-os à caça do gado! Depois, anotei os contatos de alguns vaqueiros com a promessa de retornar trazendo as suas fotos. Dias depois, sofri um grave acidente aéreo e só retornei no ano seguinte. Só que não foi apenas para entregar as fotos, queria fazer um livro mostrando a lida deles com o gado no Raso da Catarina", conta o fotógrafo.

"Daí para a frente, sempre que iam campear me avisavam. Em uma dessas viagens, convidei o jornalista, escritor e professor da UFOB, Cícero Félix, para ir comigo. Eu queria que ele vivesse aquilo, visse, sentisse, ouvisse e me ajudasse a contar a história daquele povo nordestino: eu com a fotografia, ele com o texto”, finaliza o autor.

 

Fotógrafo de natureza

 

Baiano da cidade de Amargosa, Rui confessa que desde pequeno ajudava a mãe na fazenda na lida com o cacau nos finais de semana. Depois, "já de tardezinha, corria atrás dos cavalos. Quando conseguia pegar um, ia até a noite montado para lá e para cá. Mas o que mais eu gostava era quando, em raras vezes, tinha que levar o gado para a fazenda do meu avô Tonico do Limão. Talvez por conta do meu passado hoje sou fotógrafo de natureza. Faço tudo por amor às coisas e esse livro é o primeiro depois de passar quatro anos sem publicar por causa do acidente”, revela Rezende.

O projeto do livro foi contemplado Edital Setorial de Artes Visuais, do Fundo de Cultura, com apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa).

No lançamento de ‘Vaqueiros do Raso da Catarina’, nesta quinta-feira (29), no Cuca, os presentes poderão adquirir a obra por R$ 50, limitado um livro por pessoa. Para mais livros será o valor será R$100.

O Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) está localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro.

 

Com informações da Ascom/Funceb

http://www.fundacaocultural.ba.gov.br

Everaldo Goes Museu Casa do Sertão - Uefs
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo